STF manda soltar Jorge Picciani, ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio

Ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) estava preso desde novembro do ano passado. O comando para soltar Jorge Picciani partiu do STF nesta terça feira.

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) mandou, nesta terça-feira (27), soltar o deputado estadual do Rio de Janeiro Jorge Picciani (MDB). A decisão converte a prisão preventiva do político em prisão domiciliar e atende a um pedido da defesa de Picciani, que alega o agravamento do quadro de saúde do emedebista.

STF manda soltar Jorge Picciani

Por Tomaz Silva/ABr – Agência Brasil, CC BY 3.0 br

Por conta de um câncer, Picciani teve que passar por cirurgias para retirada da próstata e da bexiga. De acordo com a defesa, o parlamentar, que tem usado fraldas em razão de incontinência urinária, precisa de atenção especial não disponível na prisão.

Dos três ministros presentes na sessão, Dias Toffoli e Celso de Mello votaram por permitir a prisão domiciliar. Edson Fachin foi voto vencido.

Ex-presidente Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Picciani estava preso desde novembro do ano passado no âmbito da Operação Cadeia Velha. O político é suspeito de receber propina para atender interesses de empresários do setor de transporte de passageiros.

Reportagem, João Paulo Machado

 

%d blogueiros gostam disto: